Meniscos. Os seus amortecedores

04-10-2020

Os meniscos são estruturas móveis formadas pôr um tipo de cartilagem, localizadas entre o fémur e a tíbia.

Cada joelho possui dois deles: O menisco medial em forma de C, e o menisco lateral, com o formato mais circular. A principal função deles é distribuir e amortecer o peso no joelho, além de dar mais estabilidade a essa articulação.

Um terço das lesões no menisco ocorre durante a prática desportiva, sendo mais frequentes as do menisco medial, na parte de dentro do joelho. Desporto com paradas bruscas, mudanças de direcção e rotação/flexão de joelhos, como o futebol e os desportos de raquete, favorecem essa lesão. Na corrida a incidência é menor e, quando acontece, costuma ser causado pôr sobrecarga ou impacto.

Outro factor que favorece a lesão no menisco é a idade, essa cartilagem é rica em líquidos e resseca-se com o passar dos anos, ficando mais quebradiça. Pôr isso, a chance de ter problemas no menisco aumenta a partir dos 40 anos.

Na lesão, a cartilagem do menisco rompe-se, causando dor súbita no lado afectado, inchaço e algumas vezes dificuldade para movimentar o joelho. Na fase aguda , o tratamento indicado é repouso, diminuição da carga sobre o joelho, gelo e medicação analgésica. Se os sintomas persistirem e os exames complementares confirmarem a lesão meniscal, o tratamento deve ser cirúrgico, já que cartilagem não tem poder de cicatrização.

Antigamente, as cirurgias de menisco retiravam totalmente a cartilagem machucada. Hoje, porém, sabe-se que esse método causa um grande desgaste da articulação e favorece a artrose do joelho.

O tratamento cirúrgico é feito, actualmente, com cirurgia artroscópica para "costurar" a cartilagem rompida ou para retirar somente a área lesionada, impedindo que pequenos fragmentos se instalem no espaço dentro do joelho, causando dor durante a actividade física. Na maioria das vezes, o atleta lesionado pode voltar à actividade.

Fonte: www.fisiodesporto.com